Pensamento...

"Eu sou o Colombo da minha alma e diariamente descubro nela novas regiões." | Gibran Khalil Gibran.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O SÁBIO QUE AMAVA | DO CD PARA REFLETIR - VOLUME 1

DEGREDADO DAS ESTRELAS

Eu estendo os meus olhos
Ao zimbório iluminado
Contemplando o Sem-Fim
Com o peito dilacerado...

Me invade uma saudade
Que eu não sei como explicar
De alguma estrela distante
Que um dia foi meu lar.

Por que vim parar aqui,
Neste mundo de expiação?
Em silêncio eu formulo
Uma singela oração.

E as luzes lá do Alto
Aproximam-se de mim,
Abrandando a minha dor
Que parecia não ter fim.

Uma estranha sensação
Se espalha em minha alma,
Onde havia inquietação
Agora há paz e calma.

De algum modo compreendi
Que da Terra ao Mais Além
Tudo está interligado
Pelas forças que nos mantêm.

Portanto, se estou aqui
Deve ter uma razão
Que preciso descobrir
Dentro do meu coração.



quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

NO CORREIO DA LUZ | CHICO XAVIER / MARIA DOLORES

Uma longa jornada em noite fria
É como se a existência se te fosse...
Segues temendo a sombra... A ventania
É o turbilhão de pó que ela te trouxe...

Ampliam-se os calhaus em que tropeças...
O aguaceiro desaba... O granizo te alcança...
Assombram-te os perigos que atravessas,
Arrimando-te à prece em fios de esperança...

Ergues-te e cais... Levanta-te, rastejas,
De coração atento aos deveres que levas...
Há quem te aguarde, além do repouso que almejas,
A mensagem da paz, no amor que vence as trevas...

Sangrem-te os pés, esforça-te, porfia,
Olvida a própria dor, na estrada austera,
E atingirás, chorando de alegria,
A luz do novo dia que te espera...

Referência:

XAVIER, Francisco Cândido (Espírito Maria Dolores). Alma e vida. São Paulo: Cultura Espírita União, 1984. p.31

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

VISITA À MANSÃO DO CAMINHO


"A Mansão do Caminho, construída numa área de 78,000 metros quadrados, está envolvida pelo verde profundo da mata nativa e pelo colorido festivo dos seus jardins.
Divaldo Franco, juntamente com Nilson de Souza Pereira, Tio Nilson, fundou esta obra de amor e de fraternidade no dia 15 de agosto de 1952, na cidade do Salvador.
O primeiro prédio da Mansão do Caminho, nome dado em homenagem à Casa do Caminho dos primeiros cristãos, situava-se na rua Barão de Cotegipe, n. 124, no bairro da Calçada, em Salvador. Todavia, foi somente no ano de 1955 que foi adquirido o terreno onde seria construída a Mansão do Caminho, localizada no bairro Pau da Lima, na cidade do Salvador.
Começava a nascer, então, o que viria a ser uma dupla experiência: os lares-famílias, reprogramando o ambiente familiar com sábias orientações cristãs e espíritas, envolvidas pela ternura fraternal dos tios e das tias sempre sob a orientação de Divaldo Franco e de Tio Nilson.
Assim, sob as luzes e as bênçãos da nobre Mentora Espiritual Joanna de Ângelis, esses lares floresceram contribuindo com o aprimoramento intelectual, moral e espiritual de milhares de crianças que receberam desta Colméia de amor a oportunidade ímpar de uma existência digna e feliz.
Desta forma, em mais de quarenta anos, cerca de 680 crianças e jovens residiram nesses lares substitutos, até a emancipação. Uma grande parte deles constituiu família, mantendo seus lares com edificação, trabalhando dignamente, cada qual na área escolhida."

Referência:

http://www.mansaodocaminho.com.br/mansao/apresentacao/ (consultado em 25/01/2017) 

Visitar a Mansão do Caminho foi uma experiência incrível. Já na entrada é possível perceber a dimensão  grandiosa do trabalho social e educacional ali desenvolvido.
















Mensagens espelhadas psicografadas pelo médium Divaldo Pereira Franco em francês e em inglês de autoria espiritual de Léon Denis e de Joanna de Ângelis, respectivamente.



Pesquisar